Sabin Por: Sabin
Leitura
8min 45s
OUVIR 00:00
AAA

Você sabe quais são os benefícios do ciclismo? Conhecer sobre o assunto pode ser bastante útil, uma vez que, além de ser um dos meios de transporte mais utilizados, a bicicleta vem se popularizando, cada vez mais, como uma prática esportiva.

Isso porque, além de ser econômica, não causar prejuízos ao meio ambiente e atender a pessoas de todas as idades, a bicicleta proporciona benefícios importantes para o corpo, gerando sensação de bem-estar e promovendo qualidade de vida. Incentivar seu uso está entre as metas da Organização Mundial da Saúde (OMS), a fim de reduzir a emissão de poluentes em comparação com veículos motorizados e, ainda, diminuir os gastos com tratamentos de portadores de doenças crônico-degenerativas a longo prazo.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para que você conheça melhor quais são os principais benefícios que você pode alcançar praticando o ciclismo. Acompanhe!

1. Favorece a respiração e a circulação sanguínea

O ciclismo beneficia a respiração e a circulação sanguínea, já que o corpo começa a se adaptar aos esforços durante a atividade, fazendo com que o ritmo e a constância da respiração sejam melhorados, além da regulação do fluxo sanguíneo.

Ao pedalar, o corpo exige mais oxigênio, o que vai levar o coração a elevar seus batimentos e, por consequência, estimular o sangue a circular mais rapidamente. Segundo estudos de Hendriksen et al (2000), é recomendável pedalar 6 quilômetros, em intensidade baixa a moderada, três vezes por semana, para que haja ganhos em performance física.

2. Beneficia o coração e a pressão arterial

Outra vantagem do ciclismo é a proteção do coração. Isso ocorre porque a prática regular do ciclismo pode reduzir as chances de vários problemas, como complicações cardíacas, hipertensão, entre outros.

A prática do exercício favorece a diminuição das taxas de colesterol, minimizando consideravelmente as possibilidades de infarto ou derrame, por exemplo. E não é só isso: o ciclismo também beneficia os indivíduos diagnosticados com hipertensão ou que buscam se prevenir contra o problema, já que contribui para reduzir a pressão exercida sobre os vasos sanguíneos.

3. Ajuda no controle de peso

Aliado a uma dieta saudável, o ciclismo auxilia no emagrecimento, controle de peso e redução da gordura corporal. Estudos mostram que o benefício do ciclismo é especialmente notável em indivíduos com sobrepeso, já que não há sobrecarga dos membros inferiores — devido à posição em que se pedala, sentado sobre a bicicleta — e possibilita atividade física de maior duração, aumentando a eficiência da queima lipídica, facilitando a diminuição do percentual de gordura corporal.

A queima calórica provocada pela prática do ciclismo contribui, principalmente, para a prevenção de doenças crônicas que podem surgir com o sedentarismo.

4. Protege as articulações

Pelo fato de o ciclismo não provocar o contato direto dos pés com o chão, em comparação com outras práticas esportivas, a redução do impacto nas articulações é outro benefício relacionado à atividade. Segundo Hinault (1986), o ciclismo promove uma espécie de simbiose entre o indivíduo e a bicicleta, de modo que o peso corporal é transferido para o veículo, “não sobrecarregando músculos, as articulações e a coluna vertebral”.

Ao desenvolver uma rotina na modalidade, o praticante consegue, ainda, alcançar a tonificação dos músculos, fazendo com que sua preparação física e resistência sejam aprimoradas. O ganho de massa muscular ajuda a acelerar o metabolismo, contribuindo para a perda de gordura e para um envelhecimento saudável, protegendo a massa óssea e as articulações de possíveis desgastes.

5. Promove a saúde mental

A rotina atribulada faz com que muitas pessoas passem por quadros de estresse, ansiedade, depressão, entre outros. Para reverter tais problemas e ajudar na prevenção de outros transtornos, o ciclismo pode ser um bom aliado.

Isso porque, durante a atividade, ocorre a liberação da endorfina, que contribui para controle e prevenção de transtornos mentais. Há, assim, a redução da tensão provocada pela rotina, bem como a promoção da sensação de bem-estar. Pesquisas sobre o tema indicam, ainda, que os benefícios englobam dimensões mentais e sociais, reforçando a disposição dos praticantes do ciclismo para a execução de suas atividades diárias e reduzindo sua fadiga.

6. Aumenta a imunidade

Andar de bicicleta ajuda no aumento da imunidade do organismo, o que pode tornar mais improvável o surgimento de doenças cotidianas, tais como a gripe, fortalecendo o organismo e retardando seu envelhecimento ao manter em alta a produção das células que compõem o sistema imunológico.

Outro fator que pode colaborar para o fortalecimento da imunidade é o contexto em que o ciclismo é praticado. Pedalar ao ar livre e durante o dia contribui para que a luz solar desencadeie a síntese de vitamina D no organismo — o que, entre outros benefícios, fortalece o sistema imunológico.

O ciclismo também pode ser um aliado no combate à Covid-19. Como a prática regular é capaz de fortalecer a imunidade, pode acabar evitando o surgimento de comorbidades que agravam a doença.

7. Atenua sintomas de doenças crônicas

Doenças crônicas são aquelas que, uma vez desenvolvidas, o organismo não consegue se curar. Nesses casos, não havendo tratamento efetivo para o problema, é necessário conviver com ele e reduzir os efeitos provocados no corpo. Entre os principais exemplos, estão a hipertensão arterial, as cardiopatias e a diabetes, que podem ser agravados por uma rotina sedentária.

Praticar atividades físicas, como o ciclismo, associadas a uma alimentação saudável está entre as maneiras mais efetivas de se proteger de doenças crônicas e minimizar os seus prejuízos.

8. Melhora a qualidade do sono

A prática do ciclismo ainda proporciona bons resultados quando o assunto é a qualidade do sono. Isso ocorre pelo fato de que colocar o corpo em movimento contribui para a liberação de hormônios que trazem uma maior sensação de relaxamento, gerando efeitos bastante positivos na hora de dormir.

Assim, o ciclismo pode ser bem útil no caso de pessoas que sofrem de insônia ou apresentam um dia a dia estressante, que afeta de forma negativa a saúde mental.

É importante ressaltar que o praticante do ciclismo precisa cuidar da segurança, tanto do ciclista quanto do pedestre. É recomendável o uso de equipamentos, como capacete, buzina, lanterna, sinalizador, farol, entre outros. Evitar usar fones de ouvidos durante a prática também é uma precaução, tendo em vista que esses itens distraem a atenção.

Outra questão é a relevância de uma avaliação prévia com um profissional, para que ele possa elaborar um planejamento eficiente da atividade física, realizar os cálculos de gastos energéticos e fazer a prescrição mais adequada dos exercícios.

Agora que você conhece os benefícios do ciclismo, é possível perceber que se trata de uma prática que, quando feita regularmente, promove bem-estar e qualidade de vida. Sem contar que o hábito de se exercitar pode combater várias enfermidades e impedir comportamentos sedentários.

Vale a pena pesquisar sobre diferentes modalidades dessa prática, como ciclismo de estrada, ciclismo de pista, mountain bike ou indoor (conhecida como spinning), e identificar qual delas combina com sua rotina e estilo de vida.

Este artigo foi interessante para você? Então, que tal aproveitar a sua visita no blog para descobrir agora mesmo como montar um cronograma de exercícios físicos personalizado?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também

Saúde

Quais os principais sintomas de esclerose múltipla?

A esclerose múltipla é uma doença inflamatória crônica que gera danos nas células do sistema nervoso, os neurônios. A perda de função dessas células acarreta o surgimento de sintomas característicos, como fraqueza muscular, dificuldade de...

Saúde

Entenda o que é doença celíaca e seus principais sintomas

Pães, bolos, macarrão, tortas, pizzas… o que todos esses alimentos têm em comum? Há muitas respostas para essa pergunta, mas uma delas envolve a presença de uma proteína específica: o glúten. Você já ouviu falar sobre ela? O glúten tem...

Sabin

5 sinais de imunidade baixa que devem te deixar alerta

Quando o organismo é afetado pela presença de microrganismos estranhos e se debilita, nosso corpo nos alerta enquanto se defende. Saber reconhecer sinais de imunidade baixa é fundamental para entender quando procurar orientação médica e garantir que...

Confira 8 benefícios que o ciclismo pode trazer para sua vida; Você sabe quais são os benefícios do ciclismo? Conhecer sobre o assunto pode ser bastante útil, uma vez que, além de ser um dos meios de transporte mais utilizados, a bicicleta vem se popularizando, cada vez mais, como uma prática esportiva. Isso porque, além de ser econômica, não causar prejuízos ao meio ambiente e atender a pessoas de todas as idades, a bicicleta proporciona benefícios importantes para o corpo, gerando sensação de bem-estar e promovendo qualidade de vida. Incentivar seu uso está entre as metas da Organização Mundial da Saúde (OMS), a fim de reduzir a emissão de poluentes em comparação com veículos motorizados e, ainda, diminuir os gastos com tratamentos de portadores de doenças crônico-degenerativas a longo prazo. Pensando nisso, elaboramos este artigo para que você conheça melhor quais são os principais benefícios que você pode alcançar praticando o ciclismo. Acompanhe! 1. Favorece a respiração e a circulação sanguínea O ciclismo beneficia a respiração e a circulação sanguínea, já que o corpo começa a se adaptar aos esforços durante a atividade, fazendo com que o ritmo e a constância da respiração sejam melhorados, além da regulação do fluxo sanguíneo. Ao pedalar, o corpo exige mais oxigênio, o que vai levar o coração a elevar seus batimentos e, por consequência, estimular o sangue a circular mais rapidamente. Segundo estudos de Hendriksen et al (2000), é recomendável pedalar 6 quilômetros, em intensidade baixa a moderada, três vezes por semana, para que haja ganhos em performance física. 2. Beneficia o coração e a pressão arterial Outra vantagem do ciclismo é a proteção do coração. Isso ocorre porque a prática regular do ciclismo pode reduzir as chances de vários problemas, como complicações cardíacas, hipertensão, entre outros. A prática do exercício favorece a diminuição das taxas de colesterol, minimizando consideravelmente as possibilidades de infarto ou derrame, por exemplo. E não é só isso: o ciclismo também beneficia os indivíduos diagnosticados com hipertensão ou que buscam se prevenir contra o problema, já que contribui para reduzir a pressão exercida sobre os vasos sanguíneos. 3. Ajuda no controle de peso Aliado a uma dieta saudável, o ciclismo auxilia no emagrecimento, controle de peso e redução da gordura corporal. Estudos mostram que o benefício do ciclismo é especialmente notável em indivíduos com sobrepeso, já que não há sobrecarga dos membros inferiores — devido à posição em que se pedala, sentado sobre a bicicleta — e possibilita atividade física de maior duração, aumentando a eficiência da queima lipídica, facilitando a diminuição do percentual de gordura corporal. A queima calórica provocada pela prática do ciclismo contribui, principalmente, para a prevenção de doenças crônicas que podem surgir com o sedentarismo. 4. Protege as articulações Pelo fato de o ciclismo não provocar o contato direto dos pés com o chão, em comparação com outras práticas esportivas, a redução do impacto nas articulações é outro benefício relacionado à atividade. Segundo Hinault (1986), o ciclismo promove uma espécie de simbiose entre o indivíduo e a bicicleta, de modo que o peso corporal é transferido para o veículo, "não sobrecarregando músculos, as articulações e a coluna vertebral". Ao desenvolver uma rotina na modalidade, o praticante consegue, ainda, alcançar a tonificação dos músculos, fazendo com que sua preparação física e resistência sejam aprimoradas. O ganho de massa muscular ajuda a acelerar o metabolismo, contribuindo para a perda de gordura e para um envelhecimento saudável, protegendo a massa óssea e as articulações de possíveis desgastes. 5. Promove a saúde mental A rotina atribulada faz com que muitas pessoas passem por quadros de estresse, ansiedade, depressão, entre outros. Para reverter tais problemas e ajudar na prevenção de outros transtornos, o ciclismo pode ser um bom aliado. Isso porque, durante a atividade, ocorre a liberação da endorfina, que contribui para controle e prevenção de transtornos mentais. Há, assim, a redução da tensão provocada pela rotina, bem como a promoção da sensação de bem-estar. Pesquisas sobre o tema indicam, ainda, que os benefícios englobam dimensões mentais e sociais, reforçando a disposição dos praticantes do ciclismo para a execução de suas atividades diárias e reduzindo sua fadiga. 6. Aumenta a imunidade Andar de bicicleta ajuda no aumento da imunidade do organismo, o que pode tornar mais improvável o surgimento de doenças cotidianas, tais como a gripe, fortalecendo o organismo e retardando seu envelhecimento ao manter em alta a produção das células que compõem o sistema imunológico. Outro fator que pode colaborar para o fortalecimento da imunidade é o contexto em que o ciclismo é praticado. Pedalar ao ar livre e durante o dia contribui para que a luz solar desencadeie a síntese de vitamina D no organismo — o que, entre outros benefícios, fortalece o sistema imunológico. O ciclismo também pode ser um aliado no combate à Covid-19. Como a prática regular é capaz de fortalecer a imunidade, pode acabar evitando o surgimento de comorbidades que agravam a doença. 7. Atenua sintomas de doenças crônicas Doenças crônicas são aquelas que, uma vez desenvolvidas, o organismo não consegue se curar. Nesses casos, não havendo tratamento efetivo para o problema, é necessário conviver com ele e reduzir os efeitos provocados no corpo. Entre os principais exemplos, estão a hipertensão arterial, as cardiopatias e a diabetes, que podem ser agravados por uma rotina sedentária. Praticar atividades físicas, como o ciclismo, associadas a uma alimentação saudável está entre as maneiras mais efetivas de se proteger de doenças crônicas e minimizar os seus prejuízos. 8. Melhora a qualidade do sono A prática do ciclismo ainda proporciona bons resultados quando o assunto é a qualidade do sono. Isso ocorre pelo fato de que colocar o corpo em movimento contribui para a liberação de hormônios que trazem uma maior sensação de relaxamento, gerando efeitos bastante positivos na hora de dormir. Assim, o ciclismo pode ser bem útil no caso de pessoas que sofrem de insônia ou apresentam um dia a dia estressante, que afeta de forma negativa a saúde mental. É importante ressaltar que o praticante do ciclismo precisa cuidar da segurança, tanto do ciclista quanto do pedestre. É recomendável o uso de equipamentos, como capacete, buzina, lanterna, sinalizador, farol, entre outros. Evitar usar fones de ouvidos durante a prática também é uma precaução, tendo em vista que esses itens distraem a atenção. Outra questão é a relevância de uma avaliação prévia com um profissional, para que ele possa elaborar um planejamento eficiente da atividade física, realizar os cálculos de gastos energéticos e fazer a prescrição mais adequada dos exercícios. Agora que você conhece os benefícios do ciclismo, é possível perceber que se trata de uma prática que, quando feita regularmente, promove bem-estar e qualidade de vida. Sem contar que o hábito de se exercitar pode combater várias enfermidades e impedir comportamentos sedentários. Vale a pena pesquisar sobre diferentes modalidades dessa prática, como ciclismo de estrada, ciclismo de pista, mountain bike ou indoor (conhecida como spinning), e identificar qual delas combina com sua rotina e estilo de vida. Este artigo foi interessante para você? Então, que tal aproveitar a sua visita no blog para descobrir agora mesmo como montar um cronograma de exercícios físicos personalizado?