Sabin Por: Sabin
Leitura
9min 90s
OUVIR 00:00
AAA

Médicos e órgãos de saúde são unânimes sobre a importância de se “alimentar bem”, mas, afinal, o que é alimentação saudável? Em um mundo cada vez mais corrido, a tendência é fazermos escolhas nem sempre saudáveis, muitas vezes, sem nos darmos conta disso, mas é preciso mudar para ter mais qualidade de vida. Por onde começar?

Bem, vamos começar pelo simples. Um dos aspectos primordiais da alimentação saudável é a ingestão de verduras, legumes e frutas. Conforme recomendação da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019 do IBGE, o ideal seria uma frequência de pelo menos 25 vezes por semana, mas não é só isso.

Pode parecer complicado, mas, na verdade, não é. Neste artigo, explicamos o que realmente significa se alimentar de uma forma saudável. Falamos, também, sobre como ter uma dieta mais equilibrada tem tudo a ver com qualidade de vida. Vamos?

O que é alimentação saudável

A alimentação saudável consiste no cardápio ou na dieta que prioriza os grupos alimentares que fazem bem para a saúde do ser humano, sendo:

  • frutas;
  • verduras;
  • legumes;
  • leguminosas;
  • sementes;
  • cereais integrais;
  • proteínas magras;
  • gorduras boas (insaturadas).

Ao mesmo tempo, devemos minimizar o consumo de alimentos relacionados a doenças como diabetes, hipertensão, complicações cardiovasculares. Alguns desses alimentos são:

A alimentação saudável também envolve a variedade de grupos alimentares, a diversificação dos pratos consumidos e a constância ideal das refeições. Pode envolver, ainda, o balanceamento do teor nutricional das refeições, de acordo com a necessidade de cada pessoa.

Indo um pouco mais além, para se alimentar de uma forma saudável é importante considerar as características da pessoa, como peso, faixa etária, atividades rotineiras, problemas preexistentes, e assim por diante. Para isso, é válido consultar um nutricionista ou um nutrólogo, profissionais especializados nessa área.

Benefícios de manter uma dieta equilibrada

Na introdução, falamos a respeito da recomendação da PNS sobre a ingestão semanal de verduras, legumes e frutas, certo? A mesma pesquisa aponta que, entre a população brasileira com 18 anos ou mais, apenas 13% das pessoas seguem essa recomendação.

É um número bastante pequeno, considerando os diversos benefícios que uma alimentação saudável proporciona. Listamos, neste tópico, alguns deles para que você entenda a importância de selecionar bem aquilo que será colocado em seu prato.

Fortalecimento da imunidade

É por meio da alimentação que oferecemos ao nosso corpo as substâncias que ele precisa para realizar suas diferentes funções, e isso não é diferente com o sistema imunológico. Ele precisa de um reforço, que vem da dieta, para que as células que protegem o corpo estejam fortalecidas e em boa quantidade.

Quando nos alimentamos bem, nosso sistema de defesa fica preparado e alerta. Assim, consegue combater com mais eficiência os agentes patógenos como vírus e bactérias que invadem o organismo. Com isso, evitamos uma série de doenças.

Suficiência nutricional

Nosso organismo precisa de vitaminas, minerais, proteínas, gorduras e uma série de outras substâncias indispensáveis para o bom funcionamento de órgãos e sistemas. Cada um deles precisa de um tipo diferente de nutriente.

Sendo assim, é preciso entender o que é alimentação saudável para adotá-la no dia a dia, a fim de fornecer ao corpo tudo aquilo que precisa para se manter em equilíbrio. Basicamente, fornecemos combustível para ele e de boa qualidade!

Equilíbrio da saúde mental

Sabia que a saúde mental também se relaciona com a alimentação? De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 300 milhões de pessoas no mundo, de todas as idades, têm depressão e ela também pode ser causada por desequilíbrios na saúde física. Logo, se alimentar bem ajuda a garantir uma mente mais equilibrada e saudável.

Prevenção de doenças

Com o sistema imunológico fortalecido, prevenimos as doenças causadas por agentes patógenos. Porém, mantendo uma alimentação saudável evitamos ainda outras complicações, que são decorrentes do estilo de vida. Esse é o caso da hipertensão, diabetes, problemas vasculares e cardíacos.

Controle do peso corporal

Um cardápio saudável ajuda, ainda, a controlar o peso corporal — e isso vai além das questões estéticas. Afinal, sobrepeso e obesidade estão relacionados à ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis. Além disso, conforme aponta o Instituto Nacional de Câncer (INCA) 3,8% dos casos de câncer no Brasil estão relacionados à obesidade, totalizando 15 mil por ano.

5 dicas para ter uma boa alimentação

Agora que você já descobriu o que é alimentação saudável e a importância dela, que tal conferir algumas dicas para melhorar seus hábitos alimentares? Veja como é fácil promover uma mudança positiva em seu estilo de vida!

Reduza o consumo de açúcar e de sódio

Evite o consumo excessivo de alimentos doces, como sorvetes, chocolate, sobremesas e balas. Prefira substituir isso por frutas adocicadas, como banana e mamão. Ao mesmo tempo, evite os alimentos ricos em sódio. Lembrando que não é só o sal de cozinha que contém essa substância, ela está presente também em alimentos doces, como o refrigerante, além de enlatados (milho, ervilha) e embutidos (mortadela, presunto).

Então, atenção aos rótulos. E vale aquela dica famosa: no Brasil, os rótulos são obrigados a mostrar tudo em ordem decrescente, então quanto mais para cima da lista, mais presente.

Evite gorduras e frituras

Prefira preparar seus alimentos de uma forma mais saudável — assando, cozinhando ou grelhando. Evite fritar em óleo e também minimize o consumo de gorduras saturadas, pois são aquelas que se acumulam no sangue e elevam a taxa de colesterol.

Consuma mais alimentos naturais

Acrescente alimentos naturais às suas refeições, preparando legumes cozidos, purês, saladas, sucos de frutas e outros. Uma boa alternativa é misturar mais de um, fazendo um prato bem colorido para que você tenha diferentes tipos de nutrientes em uma mesma refeição.

Varie o cardápio

Cada alimento contém um nutriente diferente, então, não podemos ficar sempre no mais do mesmo. O ideal é que você varie seu cardápio buscando diferentes opções. Como dito na dica anterior, faça um prato colorido, experimente novos sabores, busque receitas. Assim, sua dieta não ficará monótona.

Prefira “comida de verdade”

A gente comentou lá no começo e é verdade: no meio da correria do dia a dia, os alimentos industrializados e congelados são uma tentação e tanto. Porém, sabemos hoje que, de maneira genérica, eles tendem a ter um valor nutricional inferior a uma alimentação mais natural e contam com corantes e conservantes que nem sempre fazem bem ao nosso corpo. Logo, prefira evitá-los, prepare as suas próprias refeições a partir de ingredientes naturais.

Uma dica para chegar lá é adotar a filosofia de comer “comida de verdade”, aquela que a gente sabe de onde veio e como foi feita — e melhor ainda se for preparada por nós. Não é sobre cortar tudo que a gente ama, mas talvez experimentar trocar aquela pizza congelado por uma que você preparou em casa, da massa ao recheio, junto com a família e os amigos.

Sabendo o que é alimentação natural e a importância dela, e agora com essas dicas, esperamos que fique um pouquinho mais fácil para você preparar refeições nutritivas e saborosas. Assim, seu organismo estará fortalecido e poderá manter sua saúde em equilíbrio, o que vai resultar em mais bem-estar e qualidade de vida.

Ter a alimentação saudável e praticar exercícios físicos são hábitos fundamentais para a saúde. Então, se tiver alguma dúvida, consulte um médico. Ele orientará melhor você e fará recomendações personalizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Autocuidado

Conheça 8 dicas práticas para ter uma rotina saudável

É muito comum ouvirmos que devemos adotar uma rotina saudável. Essa ideia está presente na mídia, nos consultórios médicos e até nas rodas de conversa em família. Mas, afinal, o que isso significa? A verdade é que depende. Não há uma única...

Autocuidado

Saiba como os exercícios físicos ajudam na sua saúde

Você já deve ter ouvido falar sobre como exercícios físicos ajudam na saúde, certo? Mas, afinal, qual é a relevância desse hábito para o nosso dia a dia? Apenas se exercitar é o suficiente para ter um organismo mais saudável? E como praticá-los da...

Saúde

O que é Novembro Azul? Entenda o mês de prevenção ao câncer de próstata

Quando o assunto é câncer, todo mundo fica um pouco assustado. Não é para menos, já que essa é uma doença séria, podendo ser fatal. No entanto, uma das principais medidas para evitar esse desfecho é o diagnóstico precoce, um dos principais temas...

O que é alimentação saudável? Como adotar os principais hábitos; Médicos e órgãos de saúde são unânimes sobre a importância de se "alimentar bem", mas, afinal, o que é alimentação saudável? Em um mundo cada vez mais corrido, a tendência é fazermos escolhas nem sempre saudáveis, muitas vezes, sem nos darmos conta disso, mas é preciso mudar para ter mais qualidade de vida. Por onde começar? Bem, vamos começar pelo simples. Um dos aspectos primordiais da alimentação saudável é a ingestão de verduras, legumes e frutas. Conforme recomendação da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019 do IBGE, o ideal seria uma frequência de pelo menos 25 vezes por semana, mas não é só isso. Pode parecer complicado, mas, na verdade, não é. Neste artigo, explicamos o que realmente significa se alimentar de uma forma saudável. Falamos, também, sobre como ter uma dieta mais equilibrada tem tudo a ver com qualidade de vida. Vamos? O que é alimentação saudável A alimentação saudável consiste no cardápio ou na dieta que prioriza os grupos alimentares que fazem bem para a saúde do ser humano, sendo: frutas;verduras;legumes;leguminosas;sementes;cereais integrais;proteínas magras;gorduras boas (insaturadas). Ao mesmo tempo, devemos minimizar o consumo de alimentos relacionados a doenças como diabetes, hipertensão, complicações cardiovasculares. Alguns desses alimentos são: aqueles açucarados artificialmente;ricos em sódio;gorduras saturadas;frituras;carnes processadas;alimentos industrializados;refrigerantes;fast food. A alimentação saudável também envolve a variedade de grupos alimentares, a diversificação dos pratos consumidos e a constância ideal das refeições. Pode envolver, ainda, o balanceamento do teor nutricional das refeições, de acordo com a necessidade de cada pessoa. Indo um pouco mais além, para se alimentar de uma forma saudável é importante considerar as características da pessoa, como peso, faixa etária, atividades rotineiras, problemas preexistentes, e assim por diante. Para isso, é válido consultar um nutricionista ou um nutrólogo, profissionais especializados nessa área. Benefícios de manter uma dieta equilibrada Na introdução, falamos a respeito da recomendação da PNS sobre a ingestão semanal de verduras, legumes e frutas, certo? A mesma pesquisa aponta que, entre a população brasileira com 18 anos ou mais, apenas 13% das pessoas seguem essa recomendação. É um número bastante pequeno, considerando os diversos benefícios que uma alimentação saudável proporciona. Listamos, neste tópico, alguns deles para que você entenda a importância de selecionar bem aquilo que será colocado em seu prato. Fortalecimento da imunidade É por meio da alimentação que oferecemos ao nosso corpo as substâncias que ele precisa para realizar suas diferentes funções, e isso não é diferente com o sistema imunológico. Ele precisa de um reforço, que vem da dieta, para que as células que protegem o corpo estejam fortalecidas e em boa quantidade. Quando nos alimentamos bem, nosso sistema de defesa fica preparado e alerta. Assim, consegue combater com mais eficiência os agentes patógenos como vírus e bactérias que invadem o organismo. Com isso, evitamos uma série de doenças. Suficiência nutricional Nosso organismo precisa de vitaminas, minerais, proteínas, gorduras e uma série de outras substâncias indispensáveis para o bom funcionamento de órgãos e sistemas. Cada um deles precisa de um tipo diferente de nutriente. Sendo assim, é preciso entender o que é alimentação saudável para adotá-la no dia a dia, a fim de fornecer ao corpo tudo aquilo que precisa para se manter em equilíbrio. Basicamente, fornecemos combustível para ele e de boa qualidade! Equilíbrio da saúde mental Sabia que a saúde mental também se relaciona com a alimentação? De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 300 milhões de pessoas no mundo, de todas as idades, têm depressão e ela também pode ser causada por desequilíbrios na saúde física. Logo, se alimentar bem ajuda a garantir uma mente mais equilibrada e saudável. Prevenção de doenças Com o sistema imunológico fortalecido, prevenimos as doenças causadas por agentes patógenos. Porém, mantendo uma alimentação saudável evitamos ainda outras complicações, que são decorrentes do estilo de vida. Esse é o caso da hipertensão, diabetes, problemas vasculares e cardíacos. Controle do peso corporal Um cardápio saudável ajuda, ainda, a controlar o peso corporal — e isso vai além das questões estéticas. Afinal, sobrepeso e obesidade estão relacionados à ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis. Além disso, conforme aponta o Instituto Nacional de Câncer (INCA) 3,8% dos casos de câncer no Brasil estão relacionados à obesidade, totalizando 15 mil por ano. 5 dicas para ter uma boa alimentação Agora que você já descobriu o que é alimentação saudável e a importância dela, que tal conferir algumas dicas para melhorar seus hábitos alimentares? Veja como é fácil promover uma mudança positiva em seu estilo de vida! Reduza o consumo de açúcar e de sódio Evite o consumo excessivo de alimentos doces, como sorvetes, chocolate, sobremesas e balas. Prefira substituir isso por frutas adocicadas, como banana e mamão. Ao mesmo tempo, evite os alimentos ricos em sódio. Lembrando que não é só o sal de cozinha que contém essa substância, ela está presente também em alimentos doces, como o refrigerante, além de enlatados (milho, ervilha) e embutidos (mortadela, presunto). Então, atenção aos rótulos. E vale aquela dica famosa: no Brasil, os rótulos são obrigados a mostrar tudo em ordem decrescente, então quanto mais para cima da lista, mais presente. Evite gorduras e frituras Prefira preparar seus alimentos de uma forma mais saudável — assando, cozinhando ou grelhando. Evite fritar em óleo e também minimize o consumo de gorduras saturadas, pois são aquelas que se acumulam no sangue e elevam a taxa de colesterol. Consuma mais alimentos naturais Acrescente alimentos naturais às suas refeições, preparando legumes cozidos, purês, saladas, sucos de frutas e outros. Uma boa alternativa é misturar mais de um, fazendo um prato bem colorido para que você tenha diferentes tipos de nutrientes em uma mesma refeição. Varie o cardápio Cada alimento contém um nutriente diferente, então, não podemos ficar sempre no mais do mesmo. O ideal é que você varie seu cardápio buscando diferentes opções. Como dito na dica anterior, faça um prato colorido, experimente novos sabores, busque receitas. Assim, sua dieta não ficará monótona. Prefira "comida de verdade" A gente comentou lá no começo e é verdade: no meio da correria do dia a dia, os alimentos industrializados e congelados são uma tentação e tanto. Porém, sabemos hoje que, de maneira genérica, eles tendem a ter um valor nutricional inferior a uma alimentação mais natural e contam com corantes e conservantes que nem sempre fazem bem ao nosso corpo. Logo, prefira evitá-los, prepare as suas próprias refeições a partir de ingredientes naturais. Uma dica para chegar lá é adotar a filosofia de comer "comida de verdade", aquela que a gente sabe de onde veio e como foi feita — e melhor ainda se for preparada por nós. Não é sobre cortar tudo que a gente ama, mas talvez experimentar trocar aquela pizza congelado por uma que você preparou em casa, da massa ao recheio, junto com a família e os amigos. Sabendo o que é alimentação natural e a importância dela, e agora com essas dicas, esperamos que fique um pouquinho mais fácil para você preparar refeições nutritivas e saborosas. Assim, seu organismo estará fortalecido e poderá manter sua saúde em equilíbrio, o que vai resultar em mais bem-estar e qualidade de vida. Ter a alimentação saudável e praticar exercícios físicos são hábitos fundamentais para a saúde. Então, se tiver alguma dúvida, consulte um médico. Ele orientará melhor você e fará recomendações personalizadas.

Olá! Nosso site utiliza cookies para que possamos otimizar o atendimento que prestamos a você. Ao utilizar nosso site, você concorda com uso deles. Para saber mais, leia nossa política de privacidade.