Sabin Por: Sabin
Leitura
8min
OUVIR 00:00
AAA

As doenças cardiovasculares são algumas das que mais causam mortes no mundo. Existem diversos motivos por trás disso, da escolha dos hábitos de vida à genética.

Um desses fatores é a negligência no controle do colesterol. Por isso, saber de fato o que é colesterol — e entender definitivamente a importância de cuidar da saúde do coração — é tão necessário.

Após realizar exames e detectar um desequilíbrio metabólico, o dia a dia do paciente pode passar por pequenas restrições. Desse modo, pode ser preciso evitar alguns alimentos e, em determinados casos, até mesmo tomar medicações.

Mas não se preocupe! Com os cuidados certos, os quadros graves são otimizados. Saiba como evitar que o colesterol alto seja um problema em sua vida.

O que é colesterol?

O colesterol é um tipo de gordura presente nas nossas membranas celulares e é indispensável para o bom funcionamento do nosso corpo.

Por mais que seja visto de forma negativa, o colesterol é uma substância importante para o corpo. Ele ajuda o organismo a construir células, a fabricar vitaminas e hormônios, entre outras funções. Porém, para ser realmente benéfico, ele precisa estar equilibrado. Muitas pessoas não sabem, mas o fígado é o responsável pela sua produção. Contudo, é possível obter a substância de outras fontes, especialmente as de origem animal, como leite e carnes.

Esse tipo de alimento contém o chamado colesterol dietético. Um dos problemas relacionados à ingestão desses itens é o fato deles também conterem altas quantidades de gordura saturada — comumente relacionadas às doenças cardiovasculares. Portanto, seu consumo pede moderação.

É importante ressaltar, no entanto, que uma dieta com alto percentual de carboidratos refinados, como o açúcar branco e a farinha branca, também contribui para o aumento de triglicerídeos – gorduras presentes na corrente sanguínea.

Com as mudanças de comportamento ao longo dos anos, a dieta está cada vez mais rica nesses alimentos e em outras fontes de gordura saturada, é possível perceber um aumento preocupante no colesterol sanguíneo de pessoas em todo o mundo. É por isso que é tão importante realizar o acompanhamento médico e nutricional.

Quais são os tipos de colesterol e como eles atuam em seu corpo?

O transporte dessa substância no sangue ocorre em função de duas lipoproteínas: as de alta densidade (High Density Lipoprotein, ou HDL) — frequentemente chamadas popularmente de colesterol “bom” —, e as de baixa densidade (Low Density Lipoprotein, ou LDL). Essas são chamadas de colesterol “ruim”.

O motivo do primeiro tipo ser visto como positivo é sua capacidade de levar o LDL para o fígado, retirando-o das artérias. Então, o colesterol transportado pode ser removido do corpo. Por outro lado, o “ruim” é visto desse modo por ser responsável pelo acúmulo de placas nas paredes das artérias (aterosclerose), quando está em excesso no sangue. É isso que pode causar diversos males, como ataques cardíacos, derrames e doenças arteriais periféricas.

Em comunhão com um alto nível de triglicerídeos, que corresponde ao tipo mais comum de gordura, o cenário pode ficar ainda pior. Logo, saber o que é colesterol e apostar na realização de exames se mostra muito importante.

Que exame é utilizado para avaliar o colesterol?

O colesterol é avaliado após uma simples coleta de sangue. Afinal, conforme mostrado, a substância se move pelo corpo por meio da corrente sanguínea. A American Heart Association, Associação Americana do Coração, uma das maiores referências em cuidados no órgão, fala sobre o assunto.

Como de costume, o seu médico de confiança é o profissional mais indicado para recomendar quanto à frequência do exame — que costuma se tornar maior com o avanço da idade. Após a realização do exame, a avaliação dos resultados deve ser feita por um profissional. Isso porque os valores de normalidade são definidos para cada indivíduo, a depender de fatores analisados em conjunto.

Ainda sobre o exame, as famosas 12 horas de jejum não é mais uma recomendação padrão e não devem ser cumpridas à exceção de indicação médica.

Também, é essencial seguir a dieta habitual às vésperas do exame. Querer fazer um “detox” com uma alimentação limpa na semana anterior ao exame, por exemplo, pode até parecer uma boa ideia à primeira vista, mas pode gerar resultados enganosos.

Em geral, o médico observará os seguintes detalhes no exame:

  • colesterol total, que representa a soma dos níveis de HDL, LDL e VLDL no sangue;
  • colesterol não-HDL – soma dos totais de LDL e VLDL;
  • HDL;
  • LDL;
  • VLDL;
  • triglicerídeos.

Se entender que o conjunto desses fatores — aliado aos hábitos e estilo de vida da pessoa e do histórico familiar — aponta um perfil de risco, o médico fará recomendações de mudanças de hábitos que podem, ou não, vir acompanhadas de tratamento medicamentoso. O importante é não apostar na automedicação e ouvir o que o profissional tem a dizer, seguindo sempre suas indicações.

Qual é a importância de manter o colesterol com os níveis controlados?

Saber o que é colesterol não é suficiente. É fundamental entender a importância de controlar seus níveis — conforme sua idade e necessidades. Existem muitas pessoas que podem ter problemas de coração precoces e em fase inicial (ou seja, ainda jovens) e nem sabem.

Isso se dá porque o estilo de vida não é o único responsável pelos quadros graves, também é preciso avaliar a genética — ou seja, se você tem um histórico familiar de colesterol alto, você tem um motivo a mais para conversar com seu médico e fazer o acompanhamento.

Então, todos devem buscar pela manutenção equilibrada do colesterol no sangue. Busque seu médico de confiança e realize os exames indicados por ele, na periodicidade certa.

Quais são as práticas para manter índices saudáveis de colesterol?

E se você deseja garantir a saúde em dia, invista em práticas saudáveis! Algumas dicas nesse sentido incluem:

  • evitar o tabagismo;
  • investir em uma alimentação saudável;
  • manter os triglicerídeos sob controle (com destaque para a prática de atividade física e ingestão de alimentos com boas doses de ômega-3, como peixes de águas frias e oleaginosas);
  • evitar o sedentarismo, movimentando o corpo, independentemente do exercício escolhido;
  • dormir bem, auxiliando no funcionamento adequado do fígado;
  • realizar consultas e exames segundo a orientação médica.

Agora que você sabe o que é colesterol, quais são os seus tipos e como mantê-lo sob controle, pode aumentar suas chances de ter uma longevidade saudável. Lembre-se de sempre confiar no profissional. Ele passará as devidas instruções para realizar o exame de checkup e manter seus exames em dia! Assim, poderá acompanhar a saúde do seu coração — independentemente da idade — e tomar as providências para envelhecer com qualidade de vida.

Receba conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail. Assine nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Autocuidado

Conheça 8 dicas práticas para ter uma rotina saudável

É muito comum ouvirmos que devemos adotar uma rotina saudável. Essa ideia está presente na mídia, nos consultórios médicos e até nas rodas de conversa em família. Mas, afinal, o que isso significa? A verdade é que depende. Não há uma única...

Autocuidado

Saiba como os exercícios físicos ajudam na sua saúde

Você já deve ter ouvido falar sobre como exercícios físicos ajudam na saúde, certo? Mas, afinal, qual é a relevância desse hábito para o nosso dia a dia? Apenas se exercitar é o suficiente para ter um organismo mais saudável? E como praticá-los da...

Saúde

O que é Novembro Azul? Entenda o mês de prevenção ao câncer de próstata

Quando o assunto é câncer, todo mundo fica um pouco assustado. Não é para menos, já que essa é uma doença séria, podendo ser fatal. No entanto, uma das principais medidas para evitar esse desfecho é o diagnóstico precoce, um dos principais temas...

O que é colesterol? O que você precisa saber e por que fazer o exame?; As doenças cardiovasculares são algumas das que mais causam mortes no mundo. Existem diversos motivos por trás disso, da escolha dos hábitos de vida à genética. Um desses fatores é a negligência no controle do colesterol. Por isso, saber de fato o que é colesterol — e entender definitivamente a importância de cuidar da saúde do coração — é tão necessário. Após realizar exames e detectar um desequilíbrio metabólico, o dia a dia do paciente pode passar por pequenas restrições. Desse modo, pode ser preciso evitar alguns alimentos e, em determinados casos, até mesmo tomar medicações. Mas não se preocupe! Com os cuidados certos, os quadros graves são otimizados. Saiba como evitar que o colesterol alto seja um problema em sua vida. O que é colesterol? O colesterol é um tipo de gordura presente nas nossas membranas celulares e é indispensável para o bom funcionamento do nosso corpo. Por mais que seja visto de forma negativa, o colesterol é uma substância importante para o corpo. Ele ajuda o organismo a construir células, a fabricar vitaminas e hormônios, entre outras funções. Porém, para ser realmente benéfico, ele precisa estar equilibrado. Muitas pessoas não sabem, mas o fígado é o responsável pela sua produção. Contudo, é possível obter a substância de outras fontes, especialmente as de origem animal, como leite e carnes. Esse tipo de alimento contém o chamado colesterol dietético. Um dos problemas relacionados à ingestão desses itens é o fato deles também conterem altas quantidades de gordura saturada — comumente relacionadas às doenças cardiovasculares. Portanto, seu consumo pede moderação. É importante ressaltar, no entanto, que uma dieta com alto percentual de carboidratos refinados, como o açúcar branco e a farinha branca, também contribui para o aumento de triglicerídeos – gorduras presentes na corrente sanguínea. Com as mudanças de comportamento ao longo dos anos, a dieta está cada vez mais rica nesses alimentos e em outras fontes de gordura saturada, é possível perceber um aumento preocupante no colesterol sanguíneo de pessoas em todo o mundo. É por isso que é tão importante realizar o acompanhamento médico e nutricional. Quais são os tipos de colesterol e como eles atuam em seu corpo? O transporte dessa substância no sangue ocorre em função de duas lipoproteínas: as de alta densidade (High Density Lipoprotein, ou HDL) — frequentemente chamadas popularmente de colesterol “bom” —, e as de baixa densidade (Low Density Lipoprotein, ou LDL). Essas são chamadas de colesterol “ruim”. O motivo do primeiro tipo ser visto como positivo é sua capacidade de levar o LDL para o fígado, retirando-o das artérias. Então, o colesterol transportado pode ser removido do corpo. Por outro lado, o “ruim” é visto desse modo por ser responsável pelo acúmulo de placas nas paredes das artérias (aterosclerose), quando está em excesso no sangue. É isso que pode causar diversos males, como ataques cardíacos, derrames e doenças arteriais periféricas. Em comunhão com um alto nível de triglicerídeos, que corresponde ao tipo mais comum de gordura, o cenário pode ficar ainda pior. Logo, saber o que é colesterol e apostar na realização de exames se mostra muito importante. Que exame é utilizado para avaliar o colesterol? O colesterol é avaliado após uma simples coleta de sangue. Afinal, conforme mostrado, a substância se move pelo corpo por meio da corrente sanguínea. A American Heart Association, Associação Americana do Coração, uma das maiores referências em cuidados no órgão, fala sobre o assunto. Como de costume, o seu médico de confiança é o profissional mais indicado para recomendar quanto à frequência do exame — que costuma se tornar maior com o avanço da idade. Após a realização do exame, a avaliação dos resultados deve ser feita por um profissional. Isso porque os valores de normalidade são definidos para cada indivíduo, a depender de fatores analisados em conjunto. Ainda sobre o exame, as famosas 12 horas de jejum não é mais uma recomendação padrão e não devem ser cumpridas à exceção de indicação médica. Também, é essencial seguir a dieta habitual às vésperas do exame. Querer fazer um "detox" com uma alimentação limpa na semana anterior ao exame, por exemplo, pode até parecer uma boa ideia à primeira vista, mas pode gerar resultados enganosos. Em geral, o médico observará os seguintes detalhes no exame: colesterol total, que representa a soma dos níveis de HDL, LDL e VLDL no sangue;colesterol não-HDL – soma dos totais de LDL e VLDL;HDL;LDL;VLDL;triglicerídeos. Se entender que o conjunto desses fatores — aliado aos hábitos e estilo de vida da pessoa e do histórico familiar — aponta um perfil de risco, o médico fará recomendações de mudanças de hábitos que podem, ou não, vir acompanhadas de tratamento medicamentoso. O importante é não apostar na automedicação e ouvir o que o profissional tem a dizer, seguindo sempre suas indicações. Qual é a importância de manter o colesterol com os níveis controlados? Saber o que é colesterol não é suficiente. É fundamental entender a importância de controlar seus níveis — conforme sua idade e necessidades. Existem muitas pessoas que podem ter problemas de coração precoces e em fase inicial (ou seja, ainda jovens) e nem sabem. Isso se dá porque o estilo de vida não é o único responsável pelos quadros graves, também é preciso avaliar a genética — ou seja, se você tem um histórico familiar de colesterol alto, você tem um motivo a mais para conversar com seu médico e fazer o acompanhamento. Então, todos devem buscar pela manutenção equilibrada do colesterol no sangue. Busque seu médico de confiança e realize os exames indicados por ele, na periodicidade certa. Quais são as práticas para manter índices saudáveis de colesterol? E se você deseja garantir a saúde em dia, invista em práticas saudáveis! Algumas dicas nesse sentido incluem: evitar o tabagismo;investir em uma alimentação saudável;manter os triglicerídeos sob controle (com destaque para a prática de atividade física e ingestão de alimentos com boas doses de ômega-3, como peixes de águas frias e oleaginosas);evitar o sedentarismo, movimentando o corpo, independentemente do exercício escolhido;dormir bem, auxiliando no funcionamento adequado do fígado;realizar consultas e exames segundo a orientação médica. Agora que você sabe o que é colesterol, quais são os seus tipos e como mantê-lo sob controle, pode aumentar suas chances de ter uma longevidade saudável. Lembre-se de sempre confiar no profissional. Ele passará as devidas instruções para realizar o exame de checkup e manter seus exames em dia! Assim, poderá acompanhar a saúde do seu coração — independentemente da idade — e tomar as providências para envelhecer com qualidade de vida. Receba conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail. Assine nossa newsletter!

Olá! Nosso site utiliza cookies para que possamos otimizar o atendimento que prestamos a você. Ao utilizar nosso site, você concorda com uso deles. Para saber mais, leia nossa política de privacidade.