Sabin Por: Sabin
Leitura
8min 50s
OUVIR 00:00
AAA

Gripe: quem nunca teve alguma experiência com essa doença? Apesar de, geralmente, ser considerada banal, ela é uma infecção aguda, causada por vírus, que atinge, mundialmente, mais de 600 milhões de pessoas todos os anos. Dados da Organização Mundial de Saúde indicam que por volta de 650.000 pessoas infectadas evoluem de forma grave e apresentam complicações.

Além disso, não há um tratamento específico para o problema, sendo que as medicações prescritas servem apenas para controlar os sintomas.

Felizmente, há uma maneira eficiente de prevenir as formas graves da doença: a vacinação anual.

Quer saber mais sobre a vacina de gripe? Neste material, discutiremos sobre como esse imunizante atua no organismo, qual é a sua importância e quem pode fazer uso da vacinação. Para isso, contamos com a colaboração da Dra. Ana Rosa Santos, gerente médica do setor de vacinas do Sabin Medicina Diagnóstica. Acompanhe!

Como funciona a vacina contra a gripe?

A vacina da gripe, assim como outros imunizantes, funciona a partir da estimulação da produção de anticorpos pelo sistema imunológico. Os anticorpos atuam na identificação de agentes causadores de doenças, promovendo o ataque através das células de defesa e fazendo com que a doença seja controlada.

A vacina da gripe é do tipo inativada, ou seja, é produzida por partículas de vírus mortos. Após a aplicação, o organismo de cada pessoa pode reagir de forma diferente. Entretanto, as reações mais comuns são leves e podem incluir dor, calor e vermelhidão no local da vacinação.

Vale destacar que a maior parte dos casos de gripe ocorridos após a imunização não se devem à vacinação, mas significam, na verdade, que o indivíduo já havia sido contaminado anteriormente, o vírus estava incubado e a doença se manifestou após a aplicação. Outra possibilidade é que o vírus em questão não estava não estava contido na vacina, como vamos te explicar melhor a seguir.

Por que é necessário tomar a vacina todos os anos?

As mutações genéticas são naturais e fazem parte da evolução do vírus – imprevisível e muito comum entre os vírus – o que significa que novas variantes de gripe surgem todos os anos.

Com isso, as vacinas precisam ser atualizadas. Ou seja, a cada ano uma nova vacina é produzida considerando as novas variantes que mais circulam em todo mundo.

Em 2022, a novidade é a proteção contra a variante H3N2, que atingiu pessoas em várias partes do mundo e causou um surto considerável de casos no Brasil entre o fim de 2021 e o início do ano seguinte.

Qual é a importância da vacina de gripe?

Agora veremos alguns fatos que reforçam a importância da vacinação contra a gripe:

Reduz as chances de infecção

Quando alguém é vacinado, as chances de infecção são reduzidas, porque o organismo reage, ou seja, o sistema imunológico já “conhece” aquele vírus. Sendo assim, é possível que o paciente entre em contato com a doença, mas não chegue a adoecer.

Diminui o risco de complicações

A principal complicação da gripe é a pneumonia bacteriana, causada pelo pneumococo. Vale lembrar que um dos maiores riscos da gripe é o agravamento de seus sintomas, a ponto de gerar consequências graves, como é o caso da pneumonia. Pessoas vacinadas contra a gripe têm chances muito menores desta complicação.

Contribui para não deixar de ir ao ambiente escolar

Crianças, adolescentes e adultos que estão no ambiente educacional deixam de frequentar escolas ou faculdades e têm seu aprendizado comprometido quando acometidos pela gripe. Isso também é válido para os professores e colaboradores de instituições de ensino, o que reforça a importância da realização de campanhas de vacinação nesses ambientes.

Quem pode fazer uso da vacina de gripe?

De acordo com a Dra. Ana Rosa, todas as pessoas a partir dos 6 meses de idade podem se beneficiar com a aplicação da vacina contra a gripe. Lembrando que crianças entre 6 e 9 meses incompletos devem receber duas doses da vacina, após o intervalo de um mês da primeira dose, faz-se a segunda dose. Assim estará com esquema básico de vacinação completo e na próxima temporada deverá receber uma dose da vacina anual.

Existem ainda os considerados grupos de risco para a gripe. Isso significa que, se essas pessoas forem contaminadas, há chances maiores de desenvolverem complicações graves ou sequelas. Alguns exemplos de grupos de risco em relação à gripe são:

  • Idosos;
  • Gestantes e puérperas;
  • Profissionais de saúde;
  • Profissionais da educação;
  • Cuidadores;
  • Pessoas imunossuprimidas, como as que convivem com o vírus HIV;
  • Pessoas com doenças crônicas;
  • Cardiopatas (pacientes com alterações cardíacas);
  • Pneumopatas (pacientes com alterações pulmonares e/ou respiratórias);
  • Pessoas com doenças metabólicas, como a diabetes.

Qual a diferença entre as vacinas da rede privada e pública?

Na rede privada, a vacina disponibilizada é a quadrivalente, para todas as crianças a partir de 6 meses, adolescentes, adultos, idosos, imunodeprimidos. É uma vacina ampliada que protege contra 4 tipos de influenza A (H1N1, H3N2) e B linhagens (Victoria e Yamagata).

Por outro lado, a rede pública oferece a vacina trivalente, que protege apenas contra os 3 tipos de virus: A (H1N1, H3N2) e B (linhagem Victoria), para todos os grupos prioritários e crianças a partir de 6 meses até 5 anos incompletos, ou seja, 4 anos, 11 meses e 29 dias.

A vacina tem alguma relação com a imunização contra a Covid-19?

Não há qualquer interação entre as duas vacinas, já que elas protegem contra doenças diferentes, causadas por vírus também distintos. Além disso, são feitas com vírus inativados, de modo que é possível, inclusive, realizar a imunização com ambas no mesmo dia, sem problemas.

Entretanto, se você foi acometido por gripe ou Covid-19, deve esperar a alta médica e de acordo com a evolução clínica, dentro de até 30 dias poderá fazer a aplicação das vacinas. Não se faz nenhuma vacina em fase aguda de qualquer doença.

Qual a vacina disponível no Sabin?

A vacina disponível para aplicação no Sabin é um imunizante atualizado, que protege contra as cepas da Influenza A, a AH3N2 – que foi a responsável pelos surtos regionais no Brasil no início deste ano –, a AH1N1 e duas linhagens da Influenza B, chamadas Victoria e Yamagata.

Como podemos ver, a vacina da gripe é uma importante aliada contra o agravamento de sintomas da gripe, internações e complicações que levam às consequências graves para os pacientes acometidos.

Então, que tal tomar a sua dose da vacina da gripe 2022 o quanto antes? Aproveite para conferir o calendário de vacinação, com esse serviço exclusivo você recebe a orientação sobre as vacinas que faltam e ainda garante 10% nas vacinas indicadas.

O Sabin oferece diferentes modalidades de atendimento para que você mantenha a vacinação em dia, seja no drive-thru, unidades físicas, em casa ou no trabalho. Em todas elas você contará com o conforto e comodidade que você já conhece.

Consulte a lista de regiões que oferecem o serviço de vacinação em sabin.com.br/vacinas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Saúde

Qual a função do baço? Saiba onde fica localizado este órgão

Muito se fala sobre órgãos como o coração, os pulmões e os rins. É bem provável que você saiba quais são as suas funções e até onde cada um deles está localizado em nosso corpo. No entanto, há outros pouco conhecidos em nosso organismo e, ainda...

Saúde

Exames hematológicos: você sabe o que eles avaliam e quais são os principais?

Você com certeza já precisou fazer um exame de sangue, certo? Esses testes são utilizados para identificar uma grande variedade de alterações em nosso organismo, todas a partir de amostras coletadas em poucos minutos. É uma ferramenta muito preciosa...

Genética

Você conhece as doenças causadas por mutações genéticas? Descubra quais são

Você sabia que é estimado que cada célula humana disponha de 2m de DNA — que está lá, no núcleo, enrolado em torno do próprio eixo? Temos trilhões e trilhões de células em nosso corpo. Então, imagine quantos quilômetros de informações...

Vacina da gripe 2022: importância, novas cepas, por que tomar e mais!;Gripe: quem nunca teve alguma experiência com essa doença? Apesar de, geralmente, ser considerada banal, ela é uma infecção aguda, causada por vírus, que atinge, mundialmente, mais de 600 milhões de pessoas todos os anos. Dados da Organização Mundial de Saúde indicam que por volta de 650.000 pessoas infectadas evoluem de forma grave e apresentam complicações. Além disso, não há um tratamento específico para o problema, sendo que as medicações prescritas servem apenas para controlar os sintomas. Felizmente, há uma maneira eficiente de prevenir as formas graves da doença: a vacinação anual. Quer saber mais sobre a vacina de gripe? Neste material, discutiremos sobre como esse imunizante atua no organismo, qual é a sua importância e quem pode fazer uso da vacinação. Para isso, contamos com a colaboração da Dra. Ana Rosa Santos, gerente médica do setor de vacinas do Sabin Medicina Diagnóstica. Acompanhe! Como funciona a vacina contra a gripe? A vacina da gripe, assim como outros imunizantes, funciona a partir da estimulação da produção de anticorpos pelo sistema imunológico. Os anticorpos atuam na identificação de agentes causadores de doenças, promovendo o ataque através das células de defesa e fazendo com que a doença seja controlada. A vacina da gripe é do tipo inativada, ou seja, é produzida por partículas de vírus mortos. Após a aplicação, o organismo de cada pessoa pode reagir de forma diferente. Entretanto, as reações mais comuns são leves e podem incluir dor, calor e vermelhidão no local da vacinação. Vale destacar que a maior parte dos casos de gripe ocorridos após a imunização não se devem à vacinação, mas significam, na verdade, que o indivíduo já havia sido contaminado anteriormente, o vírus estava incubado e a doença se manifestou após a aplicação. Outra possibilidade é que o vírus em questão não estava não estava contido na vacina, como vamos te explicar melhor a seguir. Por que é necessário tomar a vacina todos os anos? As mutações genéticas são naturais e fazem parte da evolução do vírus – imprevisível e muito comum entre os vírus – o que significa que novas variantes de gripe surgem todos os anos. Com isso, as vacinas precisam ser atualizadas. Ou seja, a cada ano uma nova vacina é produzida considerando as novas variantes que mais circulam em todo mundo. Em 2022, a novidade é a proteção contra a variante H3N2, que atingiu pessoas em várias partes do mundo e causou um surto considerável de casos no Brasil entre o fim de 2021 e o início do ano seguinte. Qual é a importância da vacina de gripe? Agora veremos alguns fatos que reforçam a importância da vacinação contra a gripe: Reduz as chances de infecção Quando alguém é vacinado, as chances de infecção são reduzidas, porque o organismo reage, ou seja, o sistema imunológico já "conhece" aquele vírus. Sendo assim, é possível que o paciente entre em contato com a doença, mas não chegue a adoecer. Diminui o risco de complicações A principal complicação da gripe é a pneumonia bacteriana, causada pelo pneumococo. Vale lembrar que um dos maiores riscos da gripe é o agravamento de seus sintomas, a ponto de gerar consequências graves, como é o caso da pneumonia. Pessoas vacinadas contra a gripe têm chances muito menores desta complicação. Contribui para não deixar de ir ao ambiente escolar Crianças, adolescentes e adultos que estão no ambiente educacional deixam de frequentar escolas ou faculdades e têm seu aprendizado comprometido quando acometidos pela gripe. Isso também é válido para os professores e colaboradores de instituições de ensino, o que reforça a importância da realização de campanhas de vacinação nesses ambientes. Quem pode fazer uso da vacina de gripe? De acordo com a Dra. Ana Rosa, todas as pessoas a partir dos 6 meses de idade podem se beneficiar com a aplicação da vacina contra a gripe. Lembrando que crianças entre 6 e 9 meses incompletos devem receber duas doses da vacina, após o intervalo de um mês da primeira dose, faz-se a segunda dose. Assim estará com esquema básico de vacinação completo e na próxima temporada deverá receber uma dose da vacina anual. Existem ainda os considerados grupos de risco para a gripe. Isso significa que, se essas pessoas forem contaminadas, há chances maiores de desenvolverem complicações graves ou sequelas. Alguns exemplos de grupos de risco em relação à gripe são: Idosos; Gestantes e puérperas; Profissionais de saúde; Profissionais da educação; Cuidadores; Pessoas imunossuprimidas, como as que convivem com o vírus HIV; Pessoas com doenças crônicas; Cardiopatas (pacientes com alterações cardíacas); Pneumopatas (pacientes com alterações pulmonares e/ou respiratórias); Pessoas com doenças metabólicas, como a diabetes. Qual a diferença entre as vacinas da rede privada e pública? Na rede privada, a vacina disponibilizada é a quadrivalente, para todas as crianças a partir de 6 meses, adolescentes, adultos, idosos, imunodeprimidos. É uma vacina ampliada que protege contra 4 tipos de influenza A (H1N1, H3N2) e B linhagens (Victoria e Yamagata). Por outro lado, a rede pública oferece a vacina trivalente, que protege apenas contra os 3 tipos de virus: A (H1N1, H3N2) e B (linhagem Victoria), para todos os grupos prioritários e crianças a partir de 6 meses até 5 anos incompletos, ou seja, 4 anos, 11 meses e 29 dias. A vacina tem alguma relação com a imunização contra a Covid-19? Não há qualquer interação entre as duas vacinas, já que elas protegem contra doenças diferentes, causadas por vírus também distintos. Além disso, são feitas com vírus inativados, de modo que é possível, inclusive, realizar a imunização com ambas no mesmo dia, sem problemas. Entretanto, se você foi acometido por gripe ou Covid-19, deve esperar a alta médica e de acordo com a evolução clínica, dentro de até 30 dias poderá fazer a aplicação das vacinas. Não se faz nenhuma vacina em fase aguda de qualquer doença. Qual a vacina disponível no Sabin? A vacina disponível para aplicação no Sabin é um imunizante atualizado, que protege contra as cepas da Influenza A, a AH3N2 – que foi a responsável pelos surtos regionais no Brasil no início deste ano –, a AH1N1 e duas linhagens da Influenza B, chamadas Victoria e Yamagata. Como podemos ver, a vacina da gripe é uma importante aliada contra o agravamento de sintomas da gripe, internações e complicações que levam às consequências graves para os pacientes acometidos. Então, que tal tomar a sua dose da vacina da gripe 2022 o quanto antes? Aproveite para conferir o calendário de vacinação, com esse serviço exclusivo você recebe a orientação sobre as vacinas que faltam e ainda garante 10% nas vacinas indicadas. O Sabin oferece diferentes modalidades de atendimento para que você mantenha a vacinação em dia, seja no drive-thru, unidades físicas, em casa ou no trabalho. Em todas elas você contará com o conforto e comodidade que você já conhece. Consulte a lista de regiões que oferecem o serviço de vacinação em sabin.com.br/vacinas